Compressa quente e fria: saiba qual usar

Tempo de leitura: 5 minutos

Compressa quente e friaUma solução caseira, popular no mundo inteiro, para aliviar dores e desconfortos são as compressas quente e fria. Cada uma possui indicações diferentes, sendo que utilizá-las na temperatura errada pode não gerar o resultado esperado, na melhor das hipóteses, ou até agravar as dores e desconfortos.

Pensando nisso, separamos as indicações de cada uma, além de dicas de como utilizar a bolsa para compressa. Continue a leitura para conferir!

Compressa quente

A compressa quente é um jeito simples e rápido aliviar dores, sendo que pode ser feita de maneira caseira, com um pano e água morna, ou utilizando uma bolsa pronta.

Efeitos

O alívio de dores gerado pela aplicação de compressa quente é resultado do aumento do fluxo sanguíneo na região, devido à dilatação dos vasos, o que relaxa os músculos. Além disso, ela pode auxiliar na melhoria de mobilidade, liberando os movimentos da região.

Outro importante efeito é o relaxamento. Sabe como um banho quente ajuda a aliviar o cansaço do dia e a deixar a pessoa mais “leve”? A lógica é a mesma: a temperatura elevada causa um efeito analgésico no corpo.

Porém, lembre-se que a compressa nunca deve estar quente o suficiente para causar desconforto ou ainda queimaduras – deixe-a em uma temperatura suportável.

Indicações

Quem sofre com tensão nos ombros precisa saber para que serve compressa quente, visto que seu efeito relaxante pode atenuar o problema. Hematomas não cuidados pelas primeiras 48 horas também podem ser tratados com esse tipo de compressa, pois o estímulo da circulação do sangue pode tanto reduzir as dores quanto diminuir a mancha.

Dores musculares também são aliviadas com compressa quente, visto que ela ajuda a liberar e relaxar os músculos. Outro uso comum é posicioná-la na barriga para atenuar desconfortos e cólicas geradas pela tensão pré-menstrual.

Compressa quente e fria - colica menstrual
Quem sofre com cólicas menstruais pode se beneficiar de compressas quentes.

Se você está em uma situação infecciosa com formação de pus, como furúnculos ou terçol, a compressa quente também pode te ajudar, auxiliando na eliminação do pus e cura do machucado.

Lembre-se que tratamentos caseiros não substituem o atendimento médico especializado. Por isso, caso os problemas sejam muito intensos ou não melhorem com essas ações, procure um médico de sua confiança o mais rápido o possível!

Como fazer

A compressa quente pode ser feita com bolsas próprias, normalmente preenchidas de gel, que são encontradas em mercados e farmácias com facilidade. Porém, caso prefira uma solução caseira, saiba como fazer compressa quente com itens que você já tem em casa:

Coloque cerca de um quilo de grãos secos, como o arroz ou feijão, dentro de uma fronha de travesseiro. Amarre bem para formar uma trouxa e, em seguida, aqueça no micro-ondas por 3 a 5 minutos. Deixe o tecido amornar, para não causar queimaduras, e aplique na região.

Independentemente da bolsa, essa compressa pode ser aplicada de três a quatro vezes por dia, com cada sessão durando entre 15 e 20 minutos.

Compressa fria

Muitos ficam em dúvida sobre para que serve uma compressa fria, e muitas vezes acabam confundindo seus usos com a versão quente. Porém, é importante saber que ela causa o efeito contrário da compressa quente.

Efeitos

Enquanto a compressa quente dilata os vasos sanguíneos, a versão fria possui o efeito contrário, constringindo-os e diminuindo o fluxo de sangue na região. Esse resultado faz com que o local não acumule líquidos, também amenizando inflamações e inchaços.

Compressa quente e fria - lesao no joelho
A bolsa gelada reduz o fluxo sanguíneo na região, evitando ou atenuando inchaços.

A temperatura fria também tem um certo efeito anestesiante, por isso pode reduzir temporariamente as dores do local em que é aplicada. Porém, não é recomendado colocar a compressa fria no peito ou nas costas.

Indicações

As maiores indicações da compressa fria são para pancadas, hematomas ou lesões articulares, sendo que é recomendado começar o tratamento imediatamente ou ao menos nas primeiras 48 horas. É por isso que é comum esportistas utilizarem as bolsas de gelo logo depois de sofrerem alguma lesão durante as práticas.

Quem sofre de tendinite também pode utilizar a bolsa fria para um alívio momentâneo das dores. Além desses casos, dores causadas por injeções e dor de dente podem ser atenuadas com a técnica.

Como fazer

Antes de aprender como fazer uma compressa fria, lembre-se que apenas um médico pode receitar o tratamento ideal para o seu caso. Se as dores persistirem, não deixe de procurar um profissional de sua confiança!

Bolsas de gel, que também são utilizadas para compressas quentes, muitas vezes também funcionam como compressas frias. Confira as instruções na embalagem para garantir o melhor uso!

Além disso, pacotes de vegetais congelados, como ervilhas, podem ser utilizados como compressas frias. O recomendado é ter uma bolsa específica para isso, mas eles servem em uma emergência.

A compressa fria é muito fácil de fazer. Seja qual for a técnica escolhida, evite o contato direto do produto com a pele, visto que as temperaturas baixas podem causar queimaduras. O ideal é envolvê-lo com um pano fino, mantendo os benefícios e protegendo a pele.

Compressa quente e fria improvisada
Pacotes de vegetais congelados podem servir como uma compressa fria improvisada.

O uso de compressas quentes e frias pode ajudar a aliviar dores e desconfortos, e até prevenir que uma lesão se transforme em algo pior. Porém, lembre-se de sempre procurar por um médico de sua confiança, principalmente se o problema não melhorar!

Para receber mais dicas de saúde e bem-estar, diretamente em seu e-mail, todas as semanas, que tal assinar a nossa newsletter? É só preencher o formulário abaixo!

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *