skip to Main Content

Deficiência de ferro

Deficiência de ferro significa sempre anemia? Descubra!

A deficiência de ferro na população brasileira é muito mais comum do que imaginamos. Um estudo realizado em 2010 constatou que mais de 50% das crianças apresentavam a deficiência, tornando-se um caso sério de saúde pública. As mulheres são as mais afetadas por esse problema por causa da gestação e também por conta da menstruação.

Deficiencia de ferro

Mas isso significa, necessariamente, que essa parcela da população apresenta anemia? Quais sintomas a falta desse nutriente pode causar? Continue lendo e descubra!

Por que precisamos do ferro?

O ferro faz parte da hemoglobina, e é esse mineral que dá a cor avermelhada que encontramos no sangue. Aliás, sem ele as células vermelhas não conseguiriam transportar oxigênio do pulmão para outras partes do corpo e, assim, o nosso organismo não funcionaria.

É por isso que, quando o corpo está com deficiência de ferro, podemos sentir uma sensação de cansaço e ficarmos ofegantes. Além disso, esse mineral também ajuda a célula a transformar a glicose em energia, o que contribui para a sensação de fadiga constante quando ele está em falta.

Quais são os sinais e sintomas da deficiência de ferro?

1. Sensação de fadiga e exaustão

Como citamos acima, esses sintomas são clássicos na deficiência de ferro, justamente pela falta de oxigênio nos tecidos. Isso impede que diversos sistemas do corpo realizem as suas funções da melhor forma possível.

Para aqueles que praticam exercícios, é fácil notar quando é acometido por um cansaço fora do normal. Porém, em casos mais graves, até tarefas simples como varrer a casa podem ser difíceis.

2. Mucosa esbranquiçada

Esse é também um sinal clássico da deficiência de ferro, observado pelo clínico do momento do exame. A mucosa da gengiva e dos olhos é investigada para identificar uma palidez típica da falta desse mineral no sangue.

Até mesmo a pele do rosto tende a ficar mais pálida, algo que pode ser difícil de notar tanto em quem já têm a pele muito branca quanto em pessoas negras. Sempre analise a região da mucosa dos olhos e da boca e, a qualquer sinal de mudança, vá ao médico.

3. Unhas frágeis

Unhas que quebram ou lascam facilmente podem estar dando sinais de deficiência de ferro. Além de fracas, elas podem aparecer com manchas e ondulações.

Quais são as causas da deficiência?

O ferro pode ser perdido pelo nosso corpo pelos mais diversos motivos e nem sempre eles são patológicos. É caso dos ciclos menstruais ou da gestação, por exemplo.

Outro fator que pode reduzir as taxas de ferro no organismo de um indivíduo é a dificuldade de absorção desse nutriente.

Por exemplo, tomar leite após comer um alimento rico em ferro, como carne ou feijão, dificulta a absorção do mineral pelo organismo. Já a vitamina C, presente na laranja, aumenta a absorção. Por isso, escolha a laranja como a sua sobremesa após o almoço.

Outras causas podem estar relacionadas a acidentes ou partos difíceis, ou seja, situações nas quais pode ocorrer uma severa perda de sangue.

Toda deficiência provoca anemia?

Não, nem toda deficiência de ferro resulta em anemia. Para ser classificada dessa forma, é necessário que, nos exames, a taxa de ferro no sangue, para gestantes de crianças de 6 até 60 meses, seja menor que 11 gramas/dl.

A maioria das anemias é de fato causada pelas baixas taxas de ferro no organismo. Porém, existem outros tipos de anemia além da ferropriva, que apresentam outras causas. Um exemplo é a anemia falciforme, que tem origem genética e está relacionada à forma das hemácias.

Gostou de saber um pouco mais sobre como funciona a deficiência de ferro? Para ter mais informações como essa e melhorar a sua saúde, assine a nossa newsletter!

DROGARIALIVIER-DEFICIENCIA-DE-FERRO


Compartilhe:
Este artigo tem 0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Buscar