Endometriose – O que é? Conheça os sintomas e como tratar

Endometriose: o que é? Conheça os sintomas e como tratar

endometriose-o-que-e-conheca-os-sintomas-e-como-tratar

A endometriose é uma doença que afeta boa parte das brasileiras, mas, muitas vezes, a mulher convive com o problema sem procurar ajuda médica. Isso porque os sintomas que ela provoca são semelhantes àqueles causados pelo período menstrual.

Contudo, a endometriose é uma condição que requer atenção, já que, além de interferir na qualidade de vida, pode causar infertilidade ou dificuldade para engravidar. Por isso, é muito importante conhecer um pouco mais sobre ela, seus sintomas, quando procurar o médico e as formas de tratamento.

Continue lendo este post para saber mais sobre a endometriose e como cuidar desse problema de saúde. Confira também alguns tratamentos caseiros, simples e eficazes para reduzir o desconforto.

O que é endometriose?

O endométrio é um tecido que reveste a parte interna do útero. É nele que o óvulo fecundado se fixa para dar início a uma gestação. Todos os meses esse tecido se renova, porque é eliminado durante a menstruação.

Embora seja um tecido que deveria ficar restrito ao interior do útero, o endométrio pode acabar crescendo em outras partes do corpo como bexiga, intestino, reto, trompas e ovários, ou seja, fora do útero. Essa é a principal característica da endometriose.

Quais as principais causas da endometriose?

Todos os meses, o óvulo é liberado e o útero é preparado para receber o embrião. Nessa preparação, as células do endométrio trabalham mais para construir mais tecido e garantir uma boa fixação do óvulo fecundado. A endometriose ocorre justamente quando esse tecido acaba indo parar fora do órgão em questão.

Isso ocorre porque as células do endométrio migram para esses locais, ali se fixam e se reproduzem. O tecido, então, se forma no lugar errado, e a tendência é que continue crescendo, já que fora do útero não ocorre sua descamação para ser liberado pelo organismo, como na menstruação.

Não se sabe ainda quais são as reais causas da endometriose, mas já há algumas suspeitas, como sistema imune que não funciona bem, menstruação retrógrada ou células embrionárias, que não se diferenciaram quando a mulher ainda era um embrião dentro da barriga da mãe.

Quais são os fatores de risco?

Existem alguns fatores que fazem com que uma mulher apresente uma predisposição maior para ter a endometriose. Por exemplo, se a sua mãe ou irmã têm a patologia, então você tem 6 vezes mais chances de desenvolvê-la quando comparada a uma mulher sem histórico familiar.

Veja abaixo quais são os outros fatores:

  • não ter gestado um filho;
  • menstruações que duram mais de 7 dias;
  • menarca precoce;
  • ciclos menstruais mais frequentes que a média de 28 dias;
  • anormalidade na anatomia uterina.

Quais são os sintomas da endometriose?

O principal sintoma da endometriose, e também o mais comum, são as cólicas menstruais, ou seja, uma dor pélvica intensa nos dias da menstruação.

Pelo fato de essa fase do ciclo causar cólicas, as mulheres com endometriose acreditam que seja natural esse estado, porém, as dores provocadas pela doença são mais intensas.

Há ainda outros sinais e sintomas que apontam o quadro de endometriose, como:

  • fadiga;
  • dificuldades para engravidar;
  • dor durante a relação sexual no momento da penetração;
  • cólicas que podem ocorrer até 1 semana antes da menstruação;
  • diarreia.

Um fato que confunde muito as mulheres é a intensidade da dor que a endometriose causa. A crença que se tem é de que quanto mais dolorosa for a cólica, pior é o quadro em que a mulher se encontra, mas isso não é verdade.

A intensidade da dor não está relacionada à gravidade do problema, porque a dor é algo relativo. Uma mulher pode não sentir dor alguma e já se encontrar numa fase bem avançada da doença.

Por outro lado, algumas podem ter apenas um foco pequeno de endométrio fora do útero e sentir dores que interferem em sua rotina. Por isso, nem sempre cólicas intensas caracterizam um quadro avançado e, algumas vezes, nem mesmo significam que a mulher tem endometriose.

Como realizar o diagnóstico?

Se você está sentindo dores muito intensas e por mais tempo que o normal, então está na hora de procurar um médico. Ele fará uma avaliação criteriosa e diversas perguntas, sendo importante que você forneça todas as informações necessárias da forma mais precisa possível.

Isso porque por meio dos sintomas relatados e de como seu fluxo menstrual tem se caracterizado, o médico pode obter um pré-diagnóstico para indicar os exames necessários. Além disso, para saber se é de fato um caso de endometriose são utilizados outros recursos, como:

  • exame pélvico;
  • ressonância magnética;
  • laparoscopia;
  • ultrassom.

Esses exames permitem ao médico observar e analisar a anatomia do sistema reprodutor — bem como dos órgãos, tecidos e estruturas ao seu redor — para observar se há tecido endometrial fora do útero.

Como tratar a endometriose?

A forma de tratamento da endometriose dependerá da extensão do problema e de outros fatores, como a idade e o fato de a mulher já ter engravidado ou não. Para tanto, podem ser indicados medicamentos com a finalidade de inibir a progressão da doença ou a cirurgia de remoção das áreas afetadas ou dos dois ovários, chamada de histerectomia.

É também bastante comum o tratamento com o uso de anticoncepcionais de forma ininterrupta. Dessa forma, o endométrio não cresce, a mulher não tem mais menstruação e as dores também são eliminadas.

Existe um tratamento caseiro para endometriose?

É muito importante entender que nenhuma receita caseira substitui o parecer e as recomendações do médico. Por isso, o primeiro passo é buscar pela ajuda de um, e as receitas caseiras devem ser utilizadas como um complemento do tratamento que ele indicar.

Os sintomas da endometriose incomodam bastante, então, para que dores e desconfortos sejam aliviados, veja a seguir o que você pode fazer:

1. Tome chás

O chá é um remédio caseiro que ajuda bastante a amenizar sintomas diversos. No caso da endometriose, podemos ter o alívio das cólicas e dos enjoos. No primeiro caso usamos o chá de camomila e, no segundo, o de gengibre.

Para ambos, basta acrescentar 2 a 3 colheres de sopa do ingrediente em 300 ml de água e deixar ferver por 5 minutos. Tomar uma xícara sempre que sentir o desconforto.

2. Beba suco de maçã com abacaxi

Uma receita saborosa para tratar a endometriose é o suco de maçã com abacaxi, mistura que tem propriedades antioxidantes que ajudam a reduzir a progressão da doença, porque combatem a inflamação. Esse remédio natural deve ser utilizado durante duas semanas e depois descansar uma. Veja a receita:

  • 1 fatia de abacaxi descascado;
  • 1 maçã;
  • 1 copo de suco de soja sabor maçã.

Passe as duas frutas no processador de alimentos e misture ao suco de soja ou bata tudo no liquidificador, coe e beba fresco.

3. Acrescente alguns alimentos em seu cardápio

Como você viu, alimentos com ação antioxidante ajudam a evitar a progressão da doença. Dessa forma, coloque em seu cardápio ingredientes como aspargos selvagens, castanhas, nozes, amêndoas, couve, brócolis, ovo, salmão, atum, mirtilo, uvas, romã, framboesa, aveia, linhaça, entre outros.

4. Faça compressas quentes

As dores causadas pela endometriose acontecem porque os músculos da região abdominal se contraem. Para aliviar essa tensão, as compressas quentes são bem-vindas. Você pode utilizar panos aquecidos com ferro de passar, bolsa d’água e ainda óleos ligeiramente aquecidos, como de rícino ou essenciais.

Os óleos podem ajudar numa massagem relaxante também. Em seguida, aplique a compressa para manter o relaxamento das fibras musculares e estimular a circulação sanguínea, o que também promove efeito analgésico.

Lembre-se de que caso você sinta desconfortos, em especial durante o período menstrual, é essencial buscar a ajuda de um médico para analisar o seu quadro. Relate para ele se alguma mulher de sua família tem endometriose e, se esse for o seu caso, siga o tratamento e complemente-o com as receitas caseiras que sugerimos.

Gostou do post de hoje? Agora que você já sabe o que é endometriose, assine a nossa newsletter e fique por dentro de assuntos relacionados! Curta também a nossa página no Facebook para se atualizar com muitas outras novidades.

Drogaria Liviero

Compartilhe:

6 Comments

  1. Luciane Aguiar

    24 de setembro de 2019 at 23:10

    Boa noite eu n estou sabendo lidar sozinha com a doença estou desempregada e não sei a quem recorrer estou desesperada n sei como falar com uma amiga ou família

    Reply

    • Atendimento Drogaria Liviero

      26 de setembro de 2019 at 09:52

      Olá Luciane!

      Por mais difícil que seja sua situação, buscar apoio através dos amigos e familiares é essencial.
      Procure o serviço público de saúde mais próximo de sua residência para cuidar de sua saúde e poder levar uma vida equilibrada.

      Reply

  2. Joubert Vieira

    11 de dezembro de 2019 at 16:03

    Caramba que artigo excelente. Vou recomendar para os meus amigos

    Muito obrigado pela informação!

    Reply

    • Drogaria Liviero

      12 de dezembro de 2019 at 08:34

      Que bom que gostou, Joubert! Que tal receber novidades diretamente em seu e-mail? Para isso, é só assinar a nossa newsletter, no formulário acima!

      Reply

  3. Fernanda

    24 de maio de 2020 at 05:54

    Me chamo Fernanda, tenho 24 de idade e sofro todo mês durante o período menstrual devido a endometriose desde os 10. A única vez que não senti dor ( apenas cólica comum) foi na minha primeira menstruação, ou seja, na embarca. No segundo mês em diante foi só sofrimento e tem sido assim até a presente data. Doença horrível, com dores horríveis e incapacitantes.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *