skip to Main Content

Endometriose – O que é? Conheça os sintomas e como tratar

A endometriose é uma doença que afeta boa parte das brasileiras e, por conta disso, é muito importante conhecer um pouco mais sobre ela: quais são os seus sintomas, quando procurar o médico e quais são as formas de tratamento. Se você ainda não sabe o que é endometriose e como cuidar desse problema de saúde, nos vamos fornecer todas as informações que você precisa agora mesmo! Continue a leitura e confira!
 

endometriose

O que é endometriose?

O endométrio é um tecido que reveste a parte interna do útero. Ele pode crescer em partes do corpo que não deveria, como bexiga, intestino, reto, trompas, ovários, ou seja, fora do útero. Essa é a principal característica da endometriose.

Quais as principais causas da endometriose?

Todos os meses, o óvulo é liberado e o útero é preparado para receber o embrião. Nessa preparação, as células do endométrio trabalham mais para construir mais tecido e garantir uma boa fixação do óvulo fecundado. A endometriose ocorre justamente quando esse tecido cresce para além dos seus limites e acaba indo parar fora do útero.

Não se sabe ainda quais são as reais causas da endometriose, mas já há algumas suspeitas, como sistema imune que não funciona bem, menstruação retrógrada ou células embrionárias, que não se diferenciaram quando a mulher ainda era um embrião dentro da barriga mãe.

Quais os fatores de risco?

Existem alguns fatores que fazem com que uma mulher apresente uma predisposição maior para ter a endometriose. Por exemplo, se a sua mãe ou irmã apresentam a patologia, então você tem 6 vezes mais chances de desenvolver a doença, quando comparada a uma mulher que não possui histórico familiar. Veja abaixo quais são os outros fatores:

  • não ter tido filhos;
  • menstruações que duram mais de 7 dias;
  • menarca precoce;
  • ciclos menstruais mais frequentes que a média de 28 dias;
  • anormalidade na anatomia uterina.

Quais são os sintomas da endometriose?

O principal sintoma e o mais comum são as cólicas menstruais, ou seja, uma dor pélvica intensa nos dias da menstruação. Há outros sinais e sintomas como:

  • fadiga;
  • dificuldades para engravidar;
  • dor durante a relação sexual no momento da penetração;
  • cólicas que podem ocorrer até 1 semana antes da menstruação;
  • diarreia.

A intensidade da dor não está relacionada à gravidade do problema, até porque a dor é algo relativo. Uma mulher pode não sentir dor alguma e já se encontrar numa fase bem avançada da doença. Por isso, nem sempre cólicas intensas significam que a pessoa tem endometriose.

Como realizar o diagnóstico?

Se você está sentindo dores muito intensas e por mais tempo que o normal, então está na hora de procurar um médico. Ele fará uma avaliação criteriosa e diversas perguntas, sendo importante que você forneça todas as informações necessárias da forma mais precisa possível. Além disso, são utilizados outros recursos, como:

  • exame pélvico;
  • ressonância magnética;
  • laparoscopia;
  • ultrassom.

Como tratar a endometriose?

A forma de tratamento dependerá da extensão do problema e também de outros fatores como a idade e o fato de a mulher já ter engravidado ou não. Para tanto, podem ser usados medicamentos com a finalidade de frear a progressão da doença ou cirurgia de remoção das áreas afetadas ou dos dois ovários, chamada de histerectomia.

É também bastante comum o tratamento com o uso de anticoncepcionais de forma ininterrupta. Dessa forma a mulher para de menstruar e, assim, as dores também são eliminadas.

Gostou do nosso post? Agora que você já sabe o que é endometriose, assine a nossa newsletter e fique por dentro de outros assuntos relacionados! Curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de muitas outras novidades!

Compartilhe:
Este artigo tem 4 comentários
  1. Hoje passei com cólicas muito forte. Principalmente na coluna na região sacral. A sensação era de que a região sacral ia estourar de tanta dor. Devido a isto fui p a pesquisa. Fiquei feliz em saber o que pode estar acontecendo em meu corpo. Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Buscar