skip to Main Content

Inalação e vaporização: quando são indicadas?

Inalação e vaporização: quando são indicadas?

Inalação e vaporização — Quando doenças e problemas afetam as vias e o sistema respiratório, é recomendado fazer uma inalação com soro fisiológico e medicamentos para facilitar a respiração e tratar essa condição. Além dela, a vaporização também traz bons resultados em alguns casos.

Esses dois métodos são muito utilizados durante as épocas mais frias e quando a umidade do ar está baixa. Nesses momentos, é comum que se manifeste a congestão nasal, a coriza e a tosse, o que é um grande incômodo, não é mesmo?

A seguir, explicaremos a diferença entre inalação e vaporização, quando são indicadas, os diferentes tipos de equipamentos utilizados, os cuidados a serem tomados e suas contraindicações. Continue lendo e descubra como cuidar melhor da saúde de toda a sua família.

Qual a diferença entre inalação e vaporização?

A vaporização não precisa de um aparelho específico para ser realizada, porque consiste apenas no aquecimento da água até a sua evaporação. O vapor formado será inalado e levado às vias aéreas para hidratá-las.

Além de sua aplicação terapêutica, ela ajuda a reduzir, ou mesmo eliminar, odores no ambiente. Por exemplo, se você mora com alguém que fuma, fazer uma vaporização na casa pode ser uma boa ideia.

Geralmente, a nebulização ou inalação com soro fisiológico é feita com um compressor de ar ou oxigênio. A pressão formada dentro do aparelho é liberada por uma pequena abertura e forma uma nuvem de partículas em suspensão.

A inalação é empregada como forma de tratamento, já que depende de um compressor ou ultrassom ao qual podem ser adicionados os remédios ao soro. Já a vaporização é mais simples e empregada como forma de prevenção.

Na prática, os dois métodos têm o mesmo objetivo: hidratar as vias aéreas e, se prescrito pelo médico, para administrar algum tipo de medicamento.

Quais são as indicações?

Diversos problemas de saúde e doenças podem ser tratadas ou ter os sintomas minimizados com essas duas técnicas. Veja a seguir alguns deles:

Asma

O portador da asma fica com as vias aéreas inflamadas e, como consequência, há formação de edema e produção de muco, dificultando a passagem do ar. Tanto a inalação com soro fisiológico e medicamentos quanto a vaporização conseguem deixar o muco mais fluido e facilitar a entrada e, principalmente, a saída do ar.

Bronquite

Pelo nome, é possível perceber que a bronquite é uma inflamação nos brônquios e, aqui, seguimos com o mesmo raciocínio do asmático. Os brônquios inflamados causam edema que, por sua vez, promove o estreitamento da via aérea.

Enfisema pulmonar

O enfisema pulmonar é um tipo de DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica) e tem como principal causa a ação de poluentes químicos (presentes especialmente no cigarro, com 80% dos casos, e que danifica os alvéolos – local no qual ocorrem as trocas gasosas.

A partir daí, o mecanismo é o mesmo: ocorre a inflamação do alvéolo, formação de edema e, consequentemente, dificuldade nas trocas gasosas, prejudicando todo o corpo. A inalação com soro fisiológico e a vaporização ajudam na eliminação do muco e na resolução do processo inflamatório.

Sinusites

Também causada por uma inflamação nas vias nasais, essa condição pode ser o resultado de um resfriado ou mesmo um processo alérgico. Um dos sinais aparentes é a congestão nasal, além de outros sintomas, como a dor de cabeça. Nesse caso, o uso da inalação e vaporização pode ajudar a resolver o problema de forma mais rápida.

Há também a sinusite crônica, que pode durar semanas e, nesse caso, há um processo infeccioso em ação. Aqui, o tratamento precisa ser feito com a ajuda de antibióticos e acompanhamento médico.

Alergias

Um tipo de alergia que afeta diversas pessoas é a rinite. Ela causa olhos lacrimejantes, nariz congestionado, espirros, entre outros sinais e sintomas. O problema é facilmente controlado, e o uso dos inaladores e vaporizadores com algumas medicações pode ajudar de forma significativa.

Esses recursos ajudam a hidratar e desobstruir as vias respiratórias, fluidificar as secreções, diminuir o muco e facilitar a respiração, assim como melhoram os sintomas de gripes, resfriados e alergias.

Quando prescritos por um médico, são vias de administração medicamentosa. A ingestão de remédios pela inalação com soro fisiológico leva o medicamento diretamente até os alvéolos, no pulmão. Como essas estruturas têm vasta irrigação sanguínea, a absorção é muito rápida, favorecendo o tempo da resposta orgânica.

Diversos estudos estão sendo desenvolvidos para utilizar a vaporização como mecanismo de tratamento para doenças não respiratórias – a diabetes, por exemplo – para evitar ingestão oral de remédios ou injeções frequentes, no caso da insulina.

inalacao-e-vaporizacao
Inalação e vaporização hidratam e desobstruem as vias respiratórias e diminuem o muco.

É preciso algum aparelho para se beneficiar desse método?

Se o seu médico não receitou nenhum remédio para ser colocado na inalação e o seu objetivo com ela é apenas a hidratação das vias respiratórias (além da diminuição do muco), os equipamentos não são necessários.

Você pode esquentar água filtrada, colocar em uma bacia, apoiá-la em uma mesa, sentar-se e se inclinar levemente em direção ao vapor. Os benefícios de hidratação e fluidificação de secreção serão alcançados.

É possível também adicionar a essa água algumas ervas que melhorem o sistema respiratório ou sejam aromatizantes (camomila, alecrim, eucalipto e outras) e indicadas para problemas no sistema respiratório.

Caso seja necessária a utilização de medicamentos, então, o inalador é indispensável. Ele é um aparelho pequeno, que você pode levar em uma viagem, por exemplo. O inalador é o equipamento responsável por levar a substância prescrita pelo médico até os pulmões para que o tratamento tenha sucesso.

Nesse caso, ter um aparelho em casa é essencial. Pessoas com problemas respiratórios, ou que tenham filhos com algumas das condições listadas acima, também devem ter o inalador em casa. Assim, não é preciso ir ao hospital apenas para tomar a medicação.

Existem tipos diferentes de aparelho para inalação com soro fisiológico?

Quando você for procurar o aparelho de inalação, encontrará diversas marcas no mercado, mas o que demanda a sua atenção são os tipos de aparelho. Embora todos sejam indicados para o mesmo fim, o seu funcionamento e eficácia são diferentes. Os sistemas encontrados no mercado são:

Compressor

Os aparelhos de inalação com sistema de compressor comprimem o ar para criar uma névoa que vai conduzir a medicação pelas vias respiratórias. Têm uma ótima eficácia e são compatíveis com todas as medicações, porém não podem ser usados em qualquer posição e uma das suas desvantagens é serem um pouco mais barulhentos.

Ultrassônico

Os inaladores ultrassônicos são um pouco mais modernos do que os anteriores. Eles trabalham com vibrações sonoras de alta frequência para vaporizar o soro fisiológico e o medicamento. Sua vantagem é que são mais silenciosos e podem ser utilizados em qualquer posição.

Porém, nem todos os medicamentos podem ser administrados com eles, já que quebram as moléculas em partes muito pequenas, comprometendo a eficácia de algumas substâncias. Além das diferenças na tecnologia dos aparelhos, eles também variam em tipos, sendo:

Inalador de mão

São aparelhos pequenos que podem ser transportados facilmente para qualquer lugar, facilitando o tratamento. Eles não são ligados à energia elétrica e utilizam outras fontes de energia para que possam promover a névoa.

Inalador de mesa

São aparelhos um pouco maiores, mas, ainda assim, suas dimensões são pequenas. São indicados para utilizar dentro de casa, porque têm uma base que precisa ficar apoiada sobre uma superfície, à qual está ligada a mangueira com a máscara. Têm um bom custo-benefício, mas precisam ficar conectados à energia elétrica.

O melhor aparelho para fazer a sua inalação com soro fisiológico ou medicamentos é aquele que atende às suas necessidades. Afinal, como dito, há vantagens e desvantagens em cada um dos sistemas e cada um dos tipos.

O ideal é que você solicite a ajuda do seu médico, ou um profissional farmacêutico, para que ele possa lhe instruir sobre qual equipamento será mais eficaz. Isso porque devemos considerar também o tipo de medicamento que será administrado, a fim de não comprometer a sua eficácia e o tratamento.

Como usar o inalador adequadamente?

Para que sua inalação tenha o efeito esperado, é fundamental que você faça uso do aparelho da forma correta. Além de utilizar o medicamento na quantidade indicada pelo médico, leia as instruções do fabricante. Cada modelo funciona de uma forma diferente, sendo essencial fazer a leitura do manual para seguir os passos recomendados, a fim de não danificar o inalador nem prejudicar o tratamento.

Depois de montar o equipamento da forma adequada, assuma uma posição confortável que favoreça a sua respiração. A máscara deve recobrir a boca e o nariz para concentrar a névoa nas vias respiratórias.

Ela deve ser aspirada profundamente para chegar aos pulmões na quantidade ideal. Porém, não é preciso fazer grande esforço com a respiração, nem é necessário respirar mais rápido. Apenas procure aproveitar ao máximo a medicação, mantendo sempre a máscara ao rosto e respirando a névoa.

Se for preciso fazer alguma pausa, desligue o equipamento para não desperdiçar o remédio. Somente volte a ligá-lo quando estiver mais uma vez em posição confortável e com a máscara devidamente encaixada na face.

Não se esqueça de que somente pode ter contato com o seu equipamento a água filtrada ou fervida, o soro fisiológico e os medicamentos indicados pelo seu médico. Isso para evitar contaminações e danos ao aparelho.

inalacao-e-vaporizacao
A máscara do inalador deve cobrir a boca e o nariz para levar a névoa às vias respiratórias.

Quais os cuidados a serem tomados com o inalador?

Depois de usar o equipamento, é muito importante fazer a higienização e desinfecção. Quando estiver devidamente seco, deve-se guardá-lo na embalagem original ou em um local seguro e protegido.

Inclusive, apenas lavar as peças com água pode não ser suficiente para eliminar bactérias. Após a higienização, portanto, você pode colocá-las em uma bacia com 1 litro de água e 1 colher de sopa de água sanitária. Deixe agir por 20 minutos, enxague bem e guarde sempre em recipiente fechado para evitar a recontaminação.

Outra forma de evitar a proliferação de vírus e bactérias no aparelho é mergulhando as peças em água fervente, se isso não danificá-las. Grande parte dos agentes nocivos existentes não suporta essa elevada temperatura.

Escolha o melhor método de limpeza para você ou siga as recomendações do fabricante. O importante é que as peças sejam devidamente higienizadas.

Como dito, a absorção de tudo o que vai para o seu pulmão é muito alta, devido à irrigação sanguínea. Por isso, é necessário muito cuidado para que não existam impurezas, mofo ou qualquer tipo de substância que possa causar irritação nas vias respiratórias. Não adicione nenhum remédio ou erva sem a aprovação do seu médico.

Existem contraindicações para a inalação e a vaporização?

A inalação e a vaporização podem ser feitas em bebês, crianças, adultos e até gestantes. Não há contraindicações ao seu uso, mas é importante que haja uma limpeza rigorosa do equipamento utilizado. Sempre que forem adicionadas plantas e óleos essenciais, o seu médico deve ser informado.

Afinal, plantas ou medicamentos naturais também são remédios e têm uma composição química, interagindo com o nosso organismo e com outras substâncias que ingerimos. Dessa maneira, se não utilizados corretamente, podem causar intoxicação ou reações não esperadas.

A inalação com soro fisiológico e a vaporização podem lhe ajudar a cuidar da saúde da sua família de uma forma simples e eficaz. Somente é necessário adotar o método ideal em função do problema, e ainda proceder da maneira certa para desfrutar de todos os benefícios que essas duas técnicas podem oferecer.

Se você se interessa por assuntos relacionados à saúde e quer receber novidades de produtos farmacêuticos, não perca tempo e assine a nossa newsletter agora mesmo!

aparelhos-de-inalacao

Compartilhe:
Este artigo tem 56 comentários
      1. Olá Tereza!

        A lavagem nasal deve ser feita somente com soro fisiológico, utilizando uma seringa para aplicação. A inalação tem a finalidade de facilitar com que as secreções nasais se fluidifiquem em casos de problemas respiratórios.
        Recomenda-se que a pessoa não se deite pelo menos 30 minutos após a lavagem nasal, para que não se acumulem líquidos nas cavidades nasais.

        Obrigada!

        Drogaria Liviero

      2. Olá minha bebê tá com 28 dias, ela tá com o nariz congestionado e com catarro, nesse caso eu posso usar o inalador 3 vezes ao dia?
        Só o soro fisiológico vai ajudar?

  1. Meu bebê tem 4 meses o narizinho dele tá saindo coriza ,uma aguinha chata ,posso está fazendo nebulização só com um pouquinho de soro ?
    Oque vcs me indicam ?

  2. Meu filho fez cirurgia de adenóide e amígdalas, ontem e está tossindo um pouco com secreção. Posso fazer o uso de inalação com soro fisiológico?

  3. Toda vez que faço a inalação em meu bebe, seja ela só com soro fisiológico ou com os remédios a reação parece ser contraria, tipo se ele tava respirando bem ele começa a respirar com dificuldade, se nao tosse começa a tossir, vcs tem alguma ideia de qual seja o problema por que pelo que eu saiba isso não é normal.

  4. Tive pneumotórax, e fiz uma cirurgia na qual foi colocado grampos de Titanium. Sinto muita dificuldade pra respirar, posso fazer inalação só com soro fisiológico?

  5. Meu filho tem dois anos levei no pediatra ele passou charope e predinisolona e disse que meu filho ta cm pouquinho secreçao no pumao nesse caso se eu nebolizar so com soro ajuda a eliminar a secreçao?

  6. Minha mãe tem 83 anos está gripada com muita tosse ela está tomando Astro queria saber se ela pode fazer nebulização com soro mesmo tomando antibiótico

  7. minha mãe tem 88 anos,co. estas mudanças climáticas, tem uma tosse .Parece que tem um pouco descrevam.Fiz inalacao, ajuda a parar a tosse e ela dorme suave.Estou procedendo corretamente.Fiz inalacao cl. soro fisiológico..E também co água fervida e um pouquinho de vi.Que vsporub.

  8. Olá faço uso se berotec gotas e ele parou de ser fabricado e também não estou achando nenhum similar. Saberia me indicar algum com a mesma eficácia? Ou se consigo manipular em gotas algum medicamento igual ao berotec ?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Buscar