Medicamento fitoterápico, o que é e quando optar por ele?

Medicamento fitoterápico: O que é e quando optar por ele

Medicamento fitoterápico – O uso medicinal de plantas como remédio já é uma tradição entre a população brasileira. Principalmente em povoados mais afastados, onde existe pouco acesso aos profissionais da saúde, os benefícios dos vegetais se espalham de geração em geração e auxiliam no tratamento de diversas doenças.

Medicamento fitoterápico, o que é e quando optar por ele?

É comum dizer para pessoas nervosas tomarem suco de maracujá para se acalmar ou aconselhar chá de boldo para quem está com dor de estômago. Assim, com a evolução dos estudos dessas e outras centenas de plantas, aliados com o avanço da medicina, foram criados os medicamentos fitoterápicos.

Definidos pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) como remédios derivados e reproduzidos a partir de vegetais ou plantas considerados medicinais, os fitoterápicos passam pelos mesmos controles e estudos clínicos que outros medicamentos tradicionais, o que define sua eficácia e segurança para o uso humano.

Diferente do que muitos pensam, a utilização de remédios fitoterápicos é extremamente segura, reconhecida pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e está crescendo cada vez mais como alternativa de tratamento. É importante apenas prestar atenção nos locais para adquirir o produto. Os estabelecimentos, sejam farmácias de manipulação ou farmácias convencionais, devem estar autorizadas pela Anvisa para distribuir o medicamento.

Fitoterápico x Convencional

Há diferenças entre os remédios fitoterápicos e sintéticos. A principal delas é que os sintéticos são produzidos por um processo de síntese, em que moléculas químicas são unificadas a fim de chegar na fórmula desejada. Já os remédios fabricados a partir de plantas medicinais têm como base apenas o extrato do vegetal, que contem milhares de substâncias naturais.

Receita médica

Assim como acontece com os medicamentos comuns, alguns fitoterápicos exigem receita médica, dependendo da finalidade e da doença a ser tratada.  Os mais potentes e destinados a enfermidades graves são tarjados e precisam de indicação médica. Os que tratam doenças mais simples, como os anti-inflamatórios, por exemplo, não necessitam de prescrição.

Planta medicinal x Fitoterápico

Apesar da base dos medicamentos fitoterápicos serem as plantas medicinais, um é completamente diferente do outro. Isso porque as plantas em si, sozinhas, são apenas a matéria prima, a base para o medicamento. Os fitoterápicos, por sua vez, são a forma farmacêutica e registrada pela Anvisa, seja em comprimido ou xarope.

Cuidados

Como qualquer outro medicamento, o uso incorreto ou excessivo dos fitoterápicos pode causar danos à saúde. Por isso, é importante sempre procurar orientação médica.

Gostou das nossas dicas então, assine a nossa newsletter e fique por dentro de outros assuntos relacionados e curta a nossa página no Facebook para saber de muitas outras novidades!

Drogaria Liviero!
Compartilhe:

2 Comments

  1. Aline

    14 de dezembro de 2018 at 21:32

    Quero fazer parte da lista

    Reply

    • Drogaria Liviero

      24 de abril de 2019 at 09:38

      Olá Aline, Adicionamos seu e-mail na nossa lista vip de promoções. Agora você está atualizada das novas promoções.

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *