skip to Main Content

Pé de atleta o que é? Confira 6 perguntas e respostas

Pé de atleta o que é? Confira 6 perguntas e respostas

Você sabe o que é o pé de atleta? O nome é bem conhecido, mas nem todos entendem de fato o que causa essa infecção. A verdade é que, ao ficar exposto à umidade do sapato, das meias, até mesmo de toalhas molhadas, você pode ter pé de atleta.

Mas não se preocupe: vamos explicar tudo sobre ela agora mesmo! Continue a leitura e veja as principais respostas sobre essa doença.

1. O que é pé de atleta?

Também chamado de frieira, o pé de atleta é uma micose com característica avermelhada que causa coceira nos dedos dos pés, aparecendo geralmente no verão e atingindo, em sua maioria, pessoas adultas do sexo masculino.

Ele é causado por fungos que se alimentam das células mortas da pele – aquelas partes esbranquiçadas que ficam após a umidade dos pés. Justamente por isso, é muito comum em homens que praticam esportes, cujos pés ficam suados e fechados no calçado por muito tempo. A boa notícia é que essa doença pode ser facilmente tratada se descoberta logo no início.

2. Quais são as causas do problema?

Agora que você já sabe o que é o pé de atleta, entender as suas causas será fundamental para você evitar esses fungos das próximas vezes que se ver exposto a eles.

Como dissemos, essa frieira é causada por diversos tipos de fungos da espécie Tricophyton, que se desenvolvem em contato com a umidade de lugares como piscinas, saunas, banheiros coletivos e pisos molhados, por exemplo, contagiando os pés.

Essas causas, porém, não estão ligadas somente aos atletas. Eles apenas são mais favoráveis por passarem mais tempo em contato com os lugares citados acima, ou tempo demais com sapatos fechados que deixem as meias úmidas. Aliás, o contágio é um tanto quanto comum no verão, por conta do maior número de pessoas descalças na areia ou na piscina – lugares com muita umidade.

3. E os principais sintomas?

Se você é vaidoso e costuma ter uma boa higiene dos pés, mantendo-os sempre secos e arejados, logo perceberá se algo não está normal com eles. De toda forma, fique atento aos menores sinais que surgirem.

Um dos primeiros deles são a coceira, a vermelhidão e a descamação da pele. Também podem vir acompanhados da pele esbranquiçada, fissuras, mau cheiro e a percepção de que sola do pé está mais grossa que o normal. Esses sintomas costumam aparecer entre o quarto e o quinto dedo do pé. Para casos mais graves – aqueles em que as fissuras são fortes e mais abertas – o paciente também pode sentir dor, pela sensibilidade da região.

Se você notou alguns desses traços, o recomendado é procurar logo um médico para investigar a situação. Se for mesmo um caso de pé de atleta, você já pode começar o tratamento.

4. Como evitar o pé de atleta?

Ambientes quentes e úmidos são os preferidos desses fungos, logo, tentar esconder a micose e os pés só agravará a sua situação. O ideal é ventilar a região sempre que possível. Além disso, depois de terminar seus exercícios na academia, você costuma usar o vestiário coletivo? Pois saiba que ele também pode ter grande concentração de fungos causadores da frieira – tome cuidado extra!

Em todos os casos, o principal a ser feito é cuidar sempre da higiene dos pés. Para isso:

  • evite andar descalço em lugares úmidos;
  • use chinelos ao tomar banho em vestiários, livrando-se de pisos molhados;
  • use talco antifúngico nos sapatos e tênis;
  • não vista calçados de outra pessoa;
  • prefira calçados abertos e bem ventilados;
  • lave bem os pés com sabonete;
  • seque bem os pés e entre os dedos após o banho;
  • não faça uso de toalhas úmidas;
  • coloque seus tênis e sapatos para ventilar e pegar sol;
  • evite meias de tecido sintéticos, use as de algodão;
  • não use o mesmo calçado vários dias seguidos, pois ele concentra umidade, facilitando a presença de fungos;
  • cuide da saúde das suas unhas, com materiais esterilizados e de uso pessoal.

Em suma, é preciso evitar a umidade para ficar longe do pé de atleta. Então, se essas situações listadas lhe parecem comuns, você já sabe o que fazer. Além disso, ao identificar a micose, fique atento para não contaminar outras pessoas!

5. Como é o tratamento?

Sobre o tratamento do pé de atleta, você deve levar em consideração o agravante do seu caso, pois isso varia conforme a infecção piora.

Ainda assim, como é fácil perceber os sintomas logo que eles surgem, o tratamento costuma ser feito com remédios tópicos, vendidos facilmente nas farmácias. Nos casos mais severos, é importante investigar com um médico se não é o caso de incrementar esses remédios tópicos com o uso de comprimidos também.

Se você costuma ter frieiras constantemente, ainda é interessante consultar um especialista para analisar a região com exames. Assim, você descarta a possibilidade de confundir a micose com outras doenças, como psoríase ou dermatite de contato.

6. Quais medicamentos usar?

A medicação para pé de atleta é vendida normalmente em farmácia, sem a necessidade de receitas. Porém, como dissemos, dependendo do seu caso o ideal é consultar um dermatologista antes de efetuar a compra.

Alguns desses remédios (chamados antifúngicos) são mais comuns de uso geral, como:

O uso pode ser contínuo por até 1 mês – se aplicados corretamente, por volta de duas semanas já é possível perceber melhoras.

O mais aconselhado é usá-los duas vezes ao dia, uma delas à noite, quando o pé ventilará por mais tempo. Se possível, use também durante o dia, mas com meias de algodão, que ventilam melhor mesmo que com o pé fechado no sapato.

Ainda vale dizer que, quando em forma de cremes ou pomadas, esses remédios devem ser aplicados com a pele totalmente seca. Uma dica para isso é, depois de secar bem os pés com a toalha, usar também um secador de cabelos antes de aplicar o remédio. Assim você tem certeza de que a umidade está longe dali!

Enfim, agora que você sabe o que é pé de atleta, como evitá-lo e quais são as causas dessa infecção, já pode ficar despreocupado! Se ela aparecer, você saberá logo como identificá-la e tratá-la de maneira rápida, certo?

Agora, se gostou do nosso post, que tal receber mais dicas como essas para cuidar da sua saúde? Assine a nossa newsletter e receba os próximos conteúdos em primeira mão!

Pé de atleta o que é? Confira 6 perguntas e respostas

Gostou de aprender um pouco mais sobre pé de atleta? Quer conferir outros conteúdos como esse em primeira mão? Então não deixe de seguir o nosso perfil no Facebook e no Twitter!

Compartilhe:
Este artigo tem 1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top
×Close search
Buscar