Tratamento para pé de atleta: entenda como fazer

Tratamento para pé de atleta: entenda como fazer

Se você perceber que a pele do seu pé está avermelhada, descamando, com fissuras, bolhas e ainda tiver a sensação de coceira ou queimação, fique atento! Talvez esteja na hora de buscar um tratamento para pé de atleta.

Esse não é um problema incomum, mas causa grande desconforto e exige atenção porque a tendência é de que atinja áreas cada vez mais extensas do pé. Além disso, trata-se de uma doença contagiosa, portanto, precisa ser controlada para evitar a disseminação.

A boa notícia é que existem diversos medicamentos que podem ser utilizados para tratar o pé de atleta e falaremos sobre eles neste artigo. Continue lendo para entender melhor o que é essa infecção e conhecer as substâncias que são eficazes para controlá-la.

O que é pé de atleta?

O pé de atleta (Tinea pedis) também é conhecido como frieira e trata-se de uma infecção que afeta a pele dos pés. Ela é causada por fungos do gênero Tricophyton, ou seja, é uma micose e, como tal, seu contágio se dá de pessoa para pessoa ou pelo contato com superfícies e objetos contaminados. Existem três tipos diferentes do problema, sendo:

  • Interdigital: é o mais comum. Afeta o vão entre os dedos e pode se estender para todo ele;
  • Mocassim: costuma ocorrer no calcanhar, planta e laterais dos pés, deixando a pele espessa, inflamada e descamada;
  • Vesicular: é o tipo mais grave e menos comum. Afeta a planta e peito do pé com bolhas e feridas dolorosas.

Independentemente do tipo que se manifesta, é preciso buscar um tratamento para pé de atleta porque os fungos continuam se colonizando e as lesões tendem a se estender cada vez mais. Quando não tratada, essa micose pode levar a infecções por bactérias, o que torna a condição mais grave e dificulta a cura.

Quais medicamentos são utilizados no tratamento para pé de atleta?

Quanto antes for iniciado o tratamento para pé de atleta melhor será a resposta do organismo e haverá menos riscos de bactérias se instalarem nas lesões. Por isso, é importante identificar os sintomas e buscar ajuda médica para definir qual será a melhor abordagem.

É preciso a avaliação de um especialista porque o tratamento varia para cada caso, tanto em função do tipo de pé de atleta que se desenvolveu como pela extensão e gravidade das lesões. Quando elas são menos intensas, pomadas ou cremes podem ser suficientes. Em casos mais graves é necessário adotar um tratamento via oral.

A seguir listamos algumas das substâncias mais utilizadas no tratamento para pé de atleta. Dividimos em dois grupos para que você possa visualizar melhor a apresentação de cada uma delas. Confira!

Pomadas e/ou cremes

Os medicamentos em forma de pomada ou creme são a primeira opção de tratamento. Sua aplicação é direta no local das feridas com frequência indicada conforme a substância e necessidade de cada paciente. A duração do tratamento costuma ser de 2 a 4 semanas.

Cetoconazol

O Cetoconazol em creme é indicado para o tratamento de micoses que afetam a pele, como o pé de atleta e o pano branco. Também tem eficácia nas infecções dermatológicas provocadas por leveduras. É um potente antimicótico que alivia rapidamente a coceira provocada pelas infecções. Os resultados mais expressivos são notados em cerca de 4 semanas de uso.

Nitrato de miconazol

Essa substância é indicada para o tratamento de diversas micoses superficiais provocadas por dermatófitos, leveduras e outros fungos. Atua sobre as células do micro-organismo ocasionando necrose e combatendo a infecção.

Quando aplicado provoca uma melhora expressiva da coceira, mas também atua combatendo o odor desagradável das lesões. É eficaz no tratamento para pé de atleta, Tinea Corporis, Tinea Cruris, onicomicoses, candidíase cutânea e outros.

Clotrimazol

O clotrimazol atua nas camadas de pele afetadas pelos microrganismos, inibindo o crescimento deles e ocasionando a sua morte. Os primeiros resultados começam a se manifestar em cerca de uma a duas semanas de uso.

Além do tratamento para pé de atleta, é eficaz em outras micoses provocadas por leveduras, dermatófitos e bolores. Também pode ser indicado para tratar infecções nos órgãos genitais feminino e masculino causados pela Cândida.

Cloridrato de butenafina

Recomendado para o tratamento de micoses superficiais que afetam a pele, entre elas, além do pé de atleta, Tinea CrurisTinea Corporis e pitiríase versicolor. Atua sobre a membrana celular do fungo, provocando sua morte e inibindo a infecção. Após a administração, sua ação se inicia em cerca de 6 horas, mas o tratamento para pé de atleta dura cerca de 4 semanas.

Comprimidos

Os medicamentos para administração via oral geralmente são comprimidos. Esse tratamento é adotado apenas quando a lesão é grave demais, crônica ou o organismo não respondeu como esperado às pomadas e cremes. Nesse caso, é preciso medicar-se por cerca de 30 dias para cessar a infecção.

Cloridrato de terbinafina

Esse medicamento é eficaz para tratar as infecções da pele provocadas por fungos e leveduras. Também tem indicação para as infecções na unha (onicomicose) provocadas por dermatófitos. Na apresentação em comprimidos, a substância não é eficaz para tratar a pitiríase versicolor.

Quando ingerido, o medicamento é processado pelo organismo e seu princípio ativo chega ao local da infecção em quantidades suficientes para combater os micro-organismos. Ele evita o crescimento e ocasiona a sua morte. O tratamento para pé de atleta dura cerca de 2 a 6 semanas.

Itraconazol

É um medicamento muito completo indicado para o tratamento de infecções provocadas por fungos, dermatófitos e leveduras, sendo aplicado na região ginecológica, na pele, mucosas e área dos olhos. Também é eficaz no tratamento de micoses sistêmicas. Atua sobre a membrana celular do micro-organismo controlando a infecção por provocar a morte dele.

Fluconazol

As cápsulas contendo 150 mg de Fluconazol são indicadas para o tratamento das dermatomicoses, como pé de atleta, Tinea CrurisTinea Corporis, onicomicoses e infecções por Cândida, incluindo a candidíase vaginal e balanites. Para que a infecção nos pés seja combatida, é preciso fazer uso do medicamento por cerca de 6 semanas para eliminar o fungo.

Como você pôde ver, existem diversas substâncias que são indicadas no tratamento para pé de atleta. Entretanto, como todo medicamento apresenta efeitos colaterais, é fundamental consultar um especialista para que ele possa analisar a extensão e gravidade do problema, a fim de recomendar a melhor terapia para controlar a infecção preservando a saúde.

Você pode encontrar esses e outros medicamentos em nossa loja online. Acesse para conhecer nosso site e conferir ofertas especiais!

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *