Você sabe quando vai ser vacinado? Confira o Plano de Vacinação do Estado de SP

A Campanha de Vacinação contra a Covid-19 foi iniciada no dia 18 de janeiro de 2021 na cidade de São Paulo e, conforme o Plano Nacional de Imunização, a população será vacinada por ordem decrescente de idade, priorizando grupos prioritário. Já foram vacinados com a primeira dose, aproximadamente, 2,9 milhões de pessoas, e a previsão é que 4,9 milhões de pessoas estejam com vacinação garantida até o fim do mês.  

Até o momento, duas vacinas estão sendo aplicadas no país: a Coronavac, desenvolvida pela farmacêutica Sinovab em parceria com o Institudo Butantã, e a Covishield, da farmacêutica AstraZeneca com a Universidade de Oxford. Ambas precisam de duas doses. Após tomar a primeira da Coronavac, a segunda dose deverá ser aplicada entre 14-28 dias, já a AstraZeneca em 90 dias. 

Para receber a vacina, é necessário apresentar o CPF (Cadastro de Pessoa Física), a Carteira de Vacinação e o Cartão do SUS, caso tenha. Não é necessário agendamento, no entanto, existe um pré-cadastro no site Vacina Já que ajuda a agilizar o atendimento e a evitar aglomerações. Ele não é obrigatório, mas contribui para uma melhor dinâmica dos serviços. Além de tudo, se você ainda não sabe quais são os postos de vacinação em São Paulo, veja aqui.  

Existe também o app “e-saúdeSP”, plataforma da Saúde Paulistana, no qual é possível acompanhar os grupos prioritários de cada fase e conferir os locais de vacinação da cidade de São Paulo. O aplicativo está disponível nas versões web, Android e iOS. 

Quando você poderá ser vacinado?

doutor segurando uma seringa para vacina
A população será vacinada por ordem decrescente de idade, priorizando grupos prioritário.

 

Confira a seguir o plano de vacinação divulgado pelo governo do Estado: 

  • Próximos grupos: a partir de 19/03 – Idosos com 72 anos e mais. 
  • Grupos prioritários no momento: idosos com 75 anos ou mais e profissionais de saúde com 55 anos ou mais. 
  • Outros grupos que podem se vacinar: outros profissionais da saúde; trabalhadores dos serviços público: CDI; SEAS; Centros de Acolhida Adulto, e POP RUA; pessoas em situação de rua (com mais de 60 anos); profissionais Sepultadores, Veloristas, Cremadores e Condutores de Veículos dos cemitérios públicos e privados do município de São Paulo; população indígena vivendo em terras indígenas; quilombolas; pessoas com 18 anos ou mais com deficiência, residentes em Residências Inclusivas (institucionalizadas); pessoas com 60 anos ou mais residentes em instituições de longa permanência (institucionalizadas); 

Nesta primeira fase, iniciada no dia 18 de janeiro, a expectativa é de imunizar cerca de 14,8 milhões de pessoasNa segunda-feira (15), o Governo do Estado também anunciou que dia 29 será o início da vacinação para pessoas de 70 e 71 anos. 

Quais serão as próximas fases?

mulher com máscara sendo vacinada no braço por um enfermeiro
 Confira as próximas fases planejadas para a vacinação
  • Fase 2: 

Prevista para ocorrer durante os meses de abril e maio, a segunda fase tem a expectativa de imunização para cerca de 22,1 milhões de pessoas, sendo elas idosos de 60 a 74 anos em qualquer situação. 

  • Fase 3: 

Na terceira fase, que deve ocorrer em junho, há uma expectativa de imunizar cerca de 12,7 milhões de pessoas, sendo elas brasileiros com comorbidades, como diabetes, hipertensão arterial grave, câncerobesidade grave, doenças renais, cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme e doença pulmonar obstrutiva crônica. 

  • Fase 4: 

A quarta fase deve contemplar cerca de 10 milhões de pessoas. Entre elas, professores, profissionais de segurança e salvamento, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade. 

O plano pode sofrer alterações por conta da disponibilidade de imunizantes e da situação epidemiológica. Ainda não há previsão para vacinação da população geral. 

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *